Header Ads

A lenda de "Sawney" Bean e a família canibal

Alexander "Sawney" Bean, foi um escocês nascido em East Lothian e vinha de uma família de escavadores, durante o reinado de Jaime I (1406-1437). Ainda jovem arranjou uma companheira chamada Black Agnes Douglas (que teoricamente seria uma bruxa) com quem fugiu da sua terra natal para se dedicar ao banditismo. Habilitaram uma caverna que ficava ao lado à praia em Bannane Head, atual South Ayrshire. Inicialmente, Sawney e a mulher se dedicaram a matar viajantes, e ficavam apenas com o dinheiro, não furtavam os bens, para não serem investigados. Posteriormente os dois tiveram filhos, foi quando começaram a matar, e roubar para sobreviver. A família foi formada por 8 filhos e 6 filhas, que através de ligações incestuosas, tiveram 18 netos e 14 netas. A caverna em que viviam, atualmente é uma atração turística.

Com o crescimento da família, o dinheiro dos viajantes já não era mais suficiente, necessitando de alimento eles passaram a comer os corpos. Durante vinte e cinco anos, esta família viveu desta maneira. Eles atacavam durante a noite, todos juntos, para evitar qualquer chance de fuga. Sawney e sua família nunca saíam durante o dia, durante os 25 anos conseguiram caçar qualquer pessoa que os visse vagando à noite e pudesse levantar suspeitas sobre a existência da família canibal.

Segundo a lenda, o clã matou pelo menos 1000 pessoas, até o dia em que tentaram matar um casal que vinha montado a cavalo, a mulher não teve sorte e foi morta, mas o homem conseguiu escapar e alertou as autoridades, que logo fizeram ligação com os desaparecimentos dos últimos anos. Diz-se que o próprio Jaime I, liderou a caçada com 400 soldados, e cães farejadores, que guiaram eles até a caverna, os homens, munidos de tochas, ficaram chocados ao se deparara com coxas, braços, pernas, mãos e troncos de homens, mulheres e crianças estavam pendurados pela caverna. A família foi levada para Edimburgo não tendo direito a julgamento, pois Jaime I, teria ficado tão chocado com tudo que decidiu torturá-los e matá-los. Os homens tiveram seus braços e pés amputados, e sangraram até a morte, e as mulheres e crianças foram queimadas vivas.


Imagens da caverna onde vivia "Sawney" Bean e sua família.

Não existe nenhuma afirmação forte o bastante para declarar a história de Sawney verídica, a data da época nunca foi esclarecida por certo, não há nenhum registro de "Alexander Bean" na Escócia, o que não prova muita coisa, na quele tempo nem todos eram registrados e não havia censo, também não há nenhum registro de tal apreensão e execução terem acontecido, nem do rei James I ter participado da jornada a gruta da família Beans. Imagens da caverna onde vivia "Sawney" Bean e sua família.

Tecnologia do Blogger.