Header Ads

Entrevista com Ryan Murphy e ensaio fotográfico com elenco de AHS

Aproveitando o embalo da estreia da 3ª temporada de American Horror Story, a Hollywood Reporter fez uma entrevista com o criador da série, Ryan Murphy. E também um ensaio fotográfico com Murphy, o co-criador Brad Falchuk, e parte do elenco principal, Jessica Lange, Sarah Paulson, Kathy Bates e Angela Bassett.

Ryan Murphy não é um estranho para Gore. Na série que contava a vida de cirurgiões plásticos, o drama Nip/Tuck foi inovador em sua visceralidade. Mas com American Horror Story do canal estadunidense FX, ele aumentou a aposta. Coven, a terceira temporada da série da antologia, possui um trio poderoso de atrizes veteranas, Jessica Lange, Ângela Bassett (que interpreta Marie Laveau a rainha do vodu de New Orleans) e Kathy Bates (que interpreta uma serial killer). "Ela é incrivelmente sádica e se sente alegre ao fazer os outros sofrerem", afirma Bates sobre seu personagem. Ambas as atrizes adoraram a série de Murphy e o co-criador Brad Falchuk antes mesmo de seu lançamento. Bassett assistiu compulsivamente as duas primeiras temporadas: "Eu tinha que vê-las durante o dia com uma amiga."

Entrevista com Ryan Murphy:
Por que o horror levou tanto tempo para ter espaço na TV com grande destaque?
Um pouco disso está voltado para as coisas que costumávamos assistir nos anos 70, verdadeiros mestres do cinema estiveram [trabalhando] no gênero, como Roman Polanski com O Bebê de Rosemary e William Friedkin, que fez O Exorcista. Esses caras usaram personagens em primeiro lugar em seus filmes de terror, e por isso eles foram tão grandiosos e clássicos. E eu sinto que nós estamos girando nessa área.

Lange tem sido tão instrumental em American Horror Story. Por quanto tempo ela vai ser sua musa?
Ela diz todos os anos, "OK, esse é o meu último." Mas já está comprometida com a quarta temporada da série. Eu vejo American Horror Story durando 10 anos, 12 anos, 15 anos. Eu acho que é ilimitado, porque re-energiza a cada ano, e eu adoraria que Jessica Lange fizesse parte dela a cada ano.

O que você pode dizer sobre uma potencial quarta temporada?
(Risos) Eu não posso dizer nada. Tudo o que eu vou dizer é, Jessica Lange sempre quis interpretar uma figura no estilo Marlene Dietrich, e agora ela conseguiu.

Qual é o limite do Gore?
Não há na verdade nenhum limite. Eu nunca tive quaisquer normas sobre violência ou gore em AHS. A única vez que eu cheguei a opinar sobre alguma coisa foi sobre sexo. Quando você mistura sexo com violência, às vezes isso é um problema. Mas eu não acordo dizendo: "Eu vou passar dos limites hoje." Sinto-me por causa do elenco que temos - Sarah Paulson, Jessica, Kathy e Angela - a responsabilidade de não coloca-las em uma situação desconfortável.

Você esteve na vanguarda surgimento das séries limitadas. Você acha que o formato pode se sustentar?
Quando eu estava crescendo, eu amei esse formato. Eu cresci com Os Pássaros Feridos (The Thorn Birds), Roots. Quando me propuseram [ fazendo uma série limitada para FX ] , não foi a coisa mais fácil de se vender. E eu acho porque nos atraimos um grande elenco e ganhamos prêmios e estevemos bem nas avaliações e isso abriu portas. Eu acho que esse é verdadeiramente um ótimo formato para a arte na televisão. E eu acho que agora, mais do que nunca, as redes estão procurando maneiras de eventizar.

Sarah Paulson descreveu você como um "cientista louco". O que achou disso?
Eu não sei sobre isso. Um cientista louco é alguém em um laboratório com um copo fumegante de ácido sulfúrico ou algo assim. Minha coisa favorita no mundo é colocar coisas em conjunto com aquilo que não pertencem. Eu recebo um monte de merda por isso às vezes porque eu costumo cruzar gêneros e minhas coisas não são necessariamente simples. E às vezes eu corro grandes riscos e falhas. Mas eu não me importo não. A imagem de mim na frente de um copo de espuma verde é aquele que eu amo. Então, eu aceito isso.

Qual é a coisa mais nojenta que você já viu na tela?
Eu só consegui aguentar um minuto e meio de The Human Centipede. Eu estava tipo, "OK, você pode fazer isso." Mas eu não podia. A Centopéia Humana é o Santo Graal do chocante. Se você consegue realmente assistir-lo, tiro o chapéu pra você.


Ensaio fotográfico e entrevista com elenco da série:





 

Texto original de Marisa Guthrie http://www.hollywoodreporter.com/news/american-horror-storys-ryan-murphy-645009
Tecnologia do Blogger.